quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Questionamentos e Conclusão

O que te faz assim tão diferente?
Por que seus pés iluminam o chão em que você pisa?
Como a luz de seus olhos castanhos, podem iluminar minha alma?
Por que encostar em sua pele me enche de vida?

Por que sou meu carcereiro?
Por que sempre que tento escapar de alguma forma, me arrasto de volta?
Por que insisto em lembrar de um passado que me dói?
Por que a cada dia que passa, me inundo de silêncio?

Por quero como Dom Quixote, criar a minha realidade?
Onde poderei devotar minha vida a um amor que não existe mais.
Por que os erros passados, nos tornam melhores?
Se a dor de ser melhor, significa não ter mais o passado no presente.

Serei um prédio, construido em outra época.
Que não se encaixa mais no presente.
Lacrado por vigas fortes em suas portas, comida de cupins.
Que por algum motivo ainda permanece de pé.

Resite a temporais.
A vandalismo de alma.
Se coloca em solidão, por motivo honesto.
Para guardar dentro de sim, um Mundo.

Que um dia o fez feliz.

2 comentários:

Shy disse...

a cada dia que passa, a zona abissal, me parece mais distânte e incompreensível.

Bárbara disse...

Me acomodei tanto...

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo