quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Esperança


Se existe um sentimento que me fascina.
Se chama esperança.
Aquela coisinha que sempre volta a crescer.
Sabe que sempre começa a balançar no coração
Primeiro com discrição.
Depois começa a pegar um impulso.
E vira um balançar de criança risonha.
Gosto de colher esperança por ai.
Como um lavrador que espera os melhores frutos.
Em casais novos, que permanecem de mãos dadas.
No rosto de crianças lambuzadas.
Nas palavras de arrependimento.
Na lembrança do amor antigo.
No solitário que assovia pelas ruas.
Quando uma nova amizade surge.
A esperança sempre nos cerca.
Sopra bagunça nossos cabelos.
Querendo entrar.
Inflar nosso peito de vida.
Iluminar o que ainda é escuro dentro de nós.
Esperança que insiste em sair da caixa de Pandora.

1 comentários:

Bárbara disse...

Esperança! Às vezes ela chega de mansinho e faz nosso coração saltar. Tenho um pouco de receio dela... Dou muito ouvidos ao Medo. Acho que esses dois não combinam...

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo