domingo, 8 de maio de 2011

Convite.



Onde foi parar sua humanidade?
Não precisa mais de disfarces.
Deixe essas roupas e máscaras no chão.
Seja você mesma.

Deixe sua singularidade fluir.
Não tranque sua alma.
Deixa ela dançar a luz das velas da verdade.
Onde acho você?

Quero a verdade.
Ver o sorriso franco.
Os defeitos latentes e charmosos.
Voe borboleta.

Eu ficarei repleto de felicidade.
Quando sua alma vazar.
E você para de fingir.
E sorrir alto.

Gritar!
Ficar rodeada de bolhas de sabão.
Vou aplaudir em pé.
Vida simples.

Gargalhadas da autenticidade.
Cabelos esvoaçantes, da alegria de ser você.
Única.
Seja únicamente você.

Seja real para mim.
Seja carinhos e mordidas.
Choros e soluços.
Projetos e sonhos.

Seja atrapalhada, intensa.
Faladeira.
Insegura as vezes.
E nesse dia.

Dançaremos para a Lua.

3 comentários:

Bárbara disse...

Onde foi parar? São tantas máscaras. São tantos ajustes para se enquadrar nesse mundinho que às vezes olhamos o espelho e vemos um ser estranho.
Convite aceito amigo! Dançaremos para a Lua!
Bj grande =]

A. disse...

Querido amigo, anjo, de todas as horas...
Abri seu blog e fui ler os textos, andei ausente por alguns dias, andei me perdendo, me fechando pra sentir minha dor em paz, mas quando me dei conta de escutar Beirut e ler esse texto, me deu tanta alegria, dei um sorriso, como se as palavras se encaixassem em mim e como se fosse um pedido pra que agora seja a hora certa de voltar a viver e deixar minha tristeza, voltar a ser atrapalha e intensa, faladeira, te contar os meus casos e fazer com que você se divirta ao escutar, me dar um forte abraço e saber que o que nós une mais, é nossa singularidade, que é tão forte que nos faz tornar plural, um plural bonito, de pessoas que se entendem e que são amigas, acima de tudo.

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo