domingo, 4 de setembro de 2011

Sozinho.


Quem é você? Cambaleante.
Caminha sobre a ponte, ao cair da garoa.
Assoviando aquela música de solidão.
Camisa amarrotada.


Colete abotoado de maneira torta.
No seu desalinho, há elegância.
Garganta tensa, por todas as palavras.
Que deviam ter sido ditas e ficaram.

Você acabou de sair de uma briga.
Pegou a felicidade pelo colarinho.
E a jogou na lama da calçada.
Socou o sonhos. Com punhos de violência.

E começou a andar sem rumo.
Sozinho, como quem ama o som dos passos.
Que se distância, dos sentimentos que machucam.
Está em paz, quando deixou pedaços de alma pelo caminho.


Triste personagem
Sozinho tão sozinho.
Mas que carrega a solidão.
Com orgulho dos solitários.

3 comentários:

Marta disse...

Valeu a pena esperar pra andar de carrossel com você na chuva amigo!!!
Intrínseco e belo como sempre...

Bárbara disse...

Fazia tempo que não acessava meu blog e consequentemente perdi as atualizações... Tá tudo lindo aqui!

Pouxa, tbm quero andar de carrossel...

Bjs lindezas!

A. disse...

Acho que voltei ao nosso ser, solitário, hahahaha. Confesso que senti saudades.

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo