quinta-feira, 19 de abril de 2012

Relicário 2


quem sabe um dia

quem sabe um dia eu vou poder te encontrar e beijar seus lábios, olhar seus olhos sorrindo atrás dos óculos que te deixam tão sério. quem sabe um dia vou me aninhar no seu peito e sentir seus braços enlaçando meu corpo e minha alma, e então o mundo será só você e eu.

quem sabe um dia o pé de uma árvore vai ser nosso lar e nossos livros diferentes vão fazer parte da nossa história de tarde feliz.

quem sabe um dia as estrelas testemunhem o maior amor que jamais se viu.

quem sabe um dia os meus planos e os seus vão se encontrar no mesmo caminho e colorir cada tijolinho que hão de construir.

quem sabe um dia seremos namorados eternos.

quem sabe um dia não haverá mais quem sabe, só mais um dia, e mais outro dia, e todos os outros dias... só nossos.


( Com a sua Licença )


Nesse único momento sei que fui amado e desejado, por todo aquele imenso instantes de segundos. Sorrio sempre que leio esse fragmento é tudo que sempre quis ouvir com tamanha pureza e delicadeza de um sol de outono com seus hábitos de cavalheiro.

Doce recordação que me traz amor. Que passou do nível de explicações e rótulos

1 comentários:

A Equilibrista disse...

Momento nostálgico...

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo