terça-feira, 10 de julho de 2012

O que dizer da saudade?


Foi sem avisar a ninguém
Era seu modo de agir.
Seus impulsos para resolver todas as coisas.
Chorei bastante, mas imaginei que o sr ia ficar bravo por isso.

"Homi para com isso " iria dizer.
Com aquele lindo sotaque do nordeste.
Adorava suas histórias.
A história da sua sobrevivência.

O sr é grande não de corpo.
Pois te carregava no colo.
Mas sua alma não cabia no corpo frágil.
Por isso distribuia a todos.

Gostava do seu café fraquinho.
Da sua risada assistindo Mazzaropi.
Escolhi chorar sozinho escrevendo.
E dizendo que te amo pra sempre.

Sei que nunca vou ser um homem.
Com a sua envergadura
Mas tentarei
Com tudo que eu puder.

Até logo.
Sr franzino
De tênis bamba e roupas sociais e um chapéu.
Tenho pena de quem não te conheceu.

4 comentários:

Clem; disse...

força, meu bem. qualquer coisa tô aqui.

Kelly Siqueira disse...

estamos aqui, para o que for.
mas o que conforta numa hora dessa nem são os amigos e sim as boas lembranças que temos da pureza de uma amor de avô. sei bem como é.
linda mensagem, junim! <3

Postar um comentário

  ©. - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo